Animais para ter em apartamento: os mais indicados e os cuidados necessários


Morar em apartamento é uma das melhores opções para quem busca comodidade para o seu dia a dia. Mas uma questão que pode surgir para os moradores dessa modalidade de imóvel é sobre a presença de bichinhos de estimação no local. Afinal, existe tipo certo de animais para ter em apartamento?

São diversos os questionamentos que podem surgir que envolvendo esse assunto. Pensando nisso, elencamos algumas informações importantes para quem quer saber os melhores animais para ter em apartamento. Além disso, vamos apresentar algumas orientações para simplificar a adaptação dos bichinhos a esse novo ambiente.

Continue a leitura e descubra!

O que a Lei diz sobre a presença de animais em apartamento

Recentemente, o STJ (Superior Tribunal de Justiça) decretou que convenções de condomínios residenciais não podem proibir moradores de criar animais em apartamentos ou casas.

Ainda segundo o decreto só é permitido a proibição de animais caso este representa risco à segurança, higiene, saúde e sossego dos demais moradores do condomínio.

Os cuidados para a escolha ideal

Se você está querendo receber em seu apartamento um animal para completar a família é importante pesar algumas questões para deixar essa adaptação mais simples.

Um animal demanda cuidados e atenção especial para que vivam bem, pois se o ambiente não possui condições de moradia adequados para o eles, é bem provável que os bichinhos desenvolvam problemas de saúde física e também emocional.

Logo, antes de tomar essa decisão você deve avaliar questões como: você terá tempo para passear com o animal? Ele precisará ficar sozinho durante muito tempo? Seu imóvel possui espaço suficiente?

É importante que se faça essas ponderações, pois é através das respostas a essas perguntas que você poderá avaliar o tipo e tamanho do animal mais indicado para a sua realidade.

Cada animal possui características comportamentais e necessidades específicas que devem ser levadas em consideração para o bem estar dos bichinhos.

Animais para ter em apartamento: os mais indicados

É claro que não existe uma regra que deve ser seguido a risca. O único impeditivo seria algum tipo de proibição do condomínio, conforme as restrições citadas acima.

A única recomendação é que haja um bom senso para facilitar a adaptação tanto do animal ao ambiente, quanto do morador com a chegada de uma nova companhia.

Logo, existem algumas espécies que se adaptam melhor ao estilo de ambiente de um apartamento, por isso elas são mais indicadas. São os chamados animais de pequeno porte.

Animais de grande porte, como cachorros da raça Pastor Alemão, por exemplo, será mais difícil de criar dentro de um apartamento.

Quanto maior for o animal, mais atividades físicas serão necessárias para mantê-lo sadio. Eles precisam de espaço para se exercitar, assim como mais tempo de dedicação, algo que provavelmente será complicado de se conseguir dentro de um apartamento.

Cachorros

Os cachorros são os melhores amigos do homem, e na hora de escolher um animal para ter em apartamento eles são sempre uma das primeiras opções. Inclusive, você sabia que existem mais de 106 milhões de lares com bichos de estimação? Destes, mais de 37 milhões são cães.

Como falamos acima, os cães de pequeno porte são os mais indicados para criar em apartamento. Algumas das raças mais comuns para este tipo de ambiente são: Poodle, Yorkshire, Schnauzer, Pinscher, Pug e Buldogue francês.

Gatos 

Os gatos também são campeões quando o assunto são animais para ter em apartamento. A grande vantagem é que eles são facilmente adaptáveis a qualquer ambiente. Além disso, eles são bastante independentes e não demanda tantos cuidados como os cães, por exemplo.  Ideal para quem não possui muito tempo para dar atenção ao animal.

Gatos persas são calmos, não miam muito e são extremamente carinhosos. Outra espécie indicada são os angorás, pois eles adoram ficar em casa e possuem um ótimo sistema imunológico, ou seja, não adoecem facilmente, evitando constantes visitas ao veterinário.

Outros animais

Agora, se você não quer os animais tradicionais, nem cachorro nem gato, existem ainda outras opções indicadas de bichinhos de estimação para ter em apartamento.

Animais que vivem em gaiola são muito simples de criar de manter sua higiene. Os mais comuns são os hamster, porquinhos da índia, furões e até pássaros.

Dicas para criar animais em apartamento

Quando você decide receber esse novo morador em sua casa, é importante prepará-la e deixá-la mais segura para sua chegada. Olha só algumas dicas que preparamos:

  • Adestre seu animal: ensinar comandos para o seu pet será extremamente útil para facilitar a adaptação do animal ao ambiente. Busque um profissional capacitado para auxiliá-lo nessa tarefa. 
  • Leve-os para passear de uma a duas vezes ao dia: dessa forma evita-se que ele fique estressado por ficar em lugar fechado durante muito tempo,.
  • Evite tapetes e carpetes que podem sujar facilmente. 
  • Reserve um ambiente exclusivo para o animal no apartamento, onde ele possa brincar a vontade, se alimentar e dormir. 
  • Instale redes de proteção nas janelas
  • Atenção aos perigos no ambiente, como fios desencapados, aparelhos eletrônicos, produtos de limpeza, etc. 

Mezanino metálico: saiba como utilizá-lo para aumentar a área útil da sua casa


Para aqueles que estão a procura de soluções para aumentar a área útil da sua casa, temos uma super dica: invista na instalação de um mezanino metálico.

Você já ouviu falar nessa alternativa de construção? Sabe como utilizá-la de forma estratégica no seu imóvel?

Então, você precisa continuar a leitura e aprender um pouco mais sobre as formas de utilização do mezanino metálico na decoração do seu imóvel e conferir também todos os seus benefícios. Continue a leitura e descubra!

Afinal, o que é mezanino metálico?

O Mezanino é uma estratégia utilizada na construção civil para otimizar o espaço de um ambiente. Para que isto seja possível, é construído um andar intermediário entre os primeiros andares do imóvel.

Na maioria dos casos ele é projetado no primeiro andar, mas nada impede que seja adaptado um mezanino metálico nos pisos superiores.


Há alguma restrição para sua instalação? 

Qualquer residência pode construir um mezanino no ambiente? Existe algum tipo de restrição? Essas são algumas das dúvidas mais comuns quando o assunto é o mezanino metálico.

A única restrição quanto a sua utilização é em relação à eficiência na sua usabilidade. Como assim? É que para a instalação do mezanino é preciso que o imóvel possua uma altura adequada.

Ou seja, possuir um pé direito duplo. Pé direito é a denominação conhecida na arquitetura para a medida entre o piso e o teto, sendo o seu padrão cerca de 2,70 metros. Porém, há ainda a possibilidade do imóvel ter até o dobro desse tamanho, e nesses casos isso é denominado como pé direito duplo.

Caso o ambiente tenha um teto muito baixo, dificilmente será possível aproveitar o espaço da melhor maneira. Por isso, quando for fazer sua instalação, opte pelo ambiente do imóvel que possua a maior altura.

Vantagens da utilização do mezanino metálico nas residências

Reutilização do material

Uma das maiores preocupações das pessoas quando pensam em reformar seu imóvel é a probabilidade de se arrependerem depois e precisar fazer outra grande obra. Mas com o mezanino metálico não será assim.

Além de ter uma fácil instalação, sem grandes transtornos, toda sua estrutura metálica é totalmente sustentável e reutilizável. Ou seja, caso você se arrependa ou queira modificar a estrutura de alguma forma, as peças do material não serão perdidas e podem ser utilizadas novamente em outro projeto.


Custo benefício e resistência

O Mezanino metálico tem um custo bem menor quando comparado com outras possibilidades de construção, como o concreto, por exemplo. Além disso, por ser uma estrutura metálica, possui maior resistência que a maioria dos materiais de construção.

Versátil e funcional

O Mezanino metálico é uma ótima estratégia para dar uma sensação de amplitude no ambiente. Além disso, por ser uma estrutura extremamente versátil, é possível adaptá-la para qualquer tipo de decoração do seu imóvel.

Você pode inclusive misturar materiais, como o vidro, por exemplo, com o metal na concepção da estrutura e o resultado é incrível.



O mezanino pode ser utilizado para inúmeras finalidades distintas na sua residência. As mais comuns são para a construção de um ambiente home office, uma área de biblioteca ou até um espaço para ser usado como um depósito.

Importante contar com uma mão de obra especializada

É importante que a instalação seja feita por uma equipe qualificada e experiente no segmento. Isto porque para garantir a segurança na instalação é importante que seja feito procedimentos como o cálculo estrutural da construção e uma projeção adequada da estrutura, assim como acompanhamento da execução.

Comprar ou alugar imóvel: o que vale mais a pena?


O que vale mais a pena, comprar ou alugar imóvel? Essa é uma das dúvidas mais comuns entre a população e também uma decisão que deve ser feita com muito cautela e planejamento. Afinal, estamos falando de um passo decisivo na vida. 

Mas você sabe o que deve ser levado em conta quando for avaliar o que é melhor para você? No texto a seguir levantamos algumas reflexões que podem ajudá-lo a chegar na decisão mais acertada para você. Confira!

Avalie o seu momento de vida antes de decidir comprar ou alugar imóvel


Antes de tomar uma decisão, você deve levar em consideração uma série de itens que podem influenciar na sua escolha. Como por exemplo: 
  • Você planeja ter filhos em breve?
  • Como estão as suas perspectivas profissionais? Há alguma possibilidade de transferência?
  • E claro, como anda a sua situação financeira? 

Essas são apenas algumas das reflexões que devem ser feitas antes de decidir comprar ou alugar imóvel. Cada uma delas podem fazer com que você siga direções completamente diferentes. 

A chegada de filhos muda toda a vida do casal, e é importante ter um imóvel confortável para recebê-lo. Além disso, uma criança significa novos gastos e talvez sua prioridade financeira venha a mudar completamente. 

Quanto às suas expectativas profissionais, se há alguma possibilidade que seja de mudança de cidade, o mais indicado é não se comprometer com um investimento tão alto e definitivo no momento. Espere o momento certo para isso, onde você esteja estável na carreira. 

A importância do planejamento financeiro 


É fundamental que haja um planejamento bem estruturado para adquirir um imóvel. É através desse planejamento que você terá a melhor resposta para o questionamento de qual a melhor opção para você, comprar ou alugar imóvel. 

Sem isso, você pode acabar dando um tiro no pé, se precipitando nessa decisão e se atolando em dívidas. Portanto, dê uma atenção especial a esse processo para que o sonho da casa própria não vire pesadelo.

No primeiro momento pesquise as melhores opções de pagamentos disponíveis no mercado. Pondere sobre as vantagens e desvantagens de cada uma delas e crie cenários financeiros de acordo com a sua realidade financeira.

Você pode optar por comprar o imóvel, por um financiamento habitacional, consórcio bancário, enfim, são diversas as opções. O importante é encontrar aquela que melhor se encaixe com a sua realidade.

Caso opte pelo financiamento você deve avaliar o quanto está disposto a investir da renda mensal familiar. O ideal é que sejam investidos até 20% do total, segundo especialistas financeiros indicam.

Quando comprar um imóvel é a melhor decisão? 


Em primeiro lugar é importante deixar claro que a compra da casa própria vai muito além do que avaliar se isso será um bom investimento ou não. Essa é uma decisão que envolve sonhos de vida, envolve o lado emocional, às vezes até mais que o racional.

Mas isso não quer dizer que você deve fechar qualquer negócio. É muito importante que seja feito o devido planejamento, como citamos acima, e com isso, você possa encontrar o melhor negócio possível para você. 

A compra de um imóvel próprio significa estabilidade. Se você está em um momento onde você busca essa estabilidade e você pode se comprometer com um investimento desses, comece suas pesquisas agora mesmo para achar o lugar ideal. 

Neste texto elencamos algumas dicas importantes para quem vai comprar o primeiro imóvel. 

Quando alugar um imóvel é a melhor solução? 


Muitas pessoas acreditam que alugar um imóvel significa perder dinheiro, mas não é bem assim. Avaliando friamente, muitas vezes inclusive, o aluguel é a melhor opção em muitos casos.

Em muitos casos vale mais a pena pegar esse dinheiro do casa própria ou da entrada, pelo menos, e deixar ele investido durante um tempo. E com o rendimento talvez seja possível pagar o aluguel e ainda juntar uma quantia para quem sabe investir em um imóvel melhor no futuro. 

Existem algumas calculadoras online que podem ajudá-lo a avaliar se o melhor negócio para o seu caso é comprar ou alugar imóvel. Confira aqui e aqui


Venda e Aluguel de imóveis na Universal


Seja qual for a sua decisão de comprar ou alugar imóvel, aqui na Universal você tem a certeza que encontrará um local do jeito que você sempre sonhou. 

Além de contar com o maior inventário imobiliário de Juiz de Fora, com mais de 1.200 opções, você também encontra os mais variados tipos de imóveis, em diferentes bairros de Juiz de Fora e pelo valor que você está procurando.

Clique aqui e confira nossas opções para Venda
Clique aqui e confira nossas opções para Aluguel

Lei do Inquilinato: entenda os deveres e direitos do inquilino


Quem vive de aluguel ou pretende alugar um imóvel em breve deve buscar entender quais são os seus direitos e deveres. Por isso é importante conhecer a Lei Federal nº 8.245, de 1991, mais conhecida como Lei do Inquilinato.

Nela estão estipuladas todas as obrigações de ambas as partes, tanto do proprietário, quanto do locatário. Você sabe o que é permitido ou não no contrato de aluguel? Quais são as responsabilidades de cada parte?

Para simplificar o seu entendimento dessas regras, fizemos um levantamento de algumas das informações mais importantes que você precisa saber se vive ou pretende viver de aluguel. Continue a leitura e fique por dentro da Lei do Inquilinato.

Direitos e deveres do locador na Lei do Inquilinato

O Art. 22 da Lei do Inquilinato pontua quais são os direitos e deveres de ambas as partes durante a vigência do contrato de aluguel. Em relação à responsabilidade do locador, são de sua responsabilidade os seguintes itens:

I - entregar ao locatário o imóvel alugado em estado de servir ao uso a que se destina;
II - garantir, durante o tempo da locação, o uso pacífico do imóvel locado;
III - manter, durante a locação, a forma e o destino do imóvel;
IV - responder pelos vícios ou defeitos anteriores à locação;
V - fornecer ao locatário, caso este solicite, descrição minuciosa do estado do imóvel, quando de sua entrega, com expressa referência aos eventuais defeitos existentes;
VI - fornecer ao locatário recibo discriminado das importâncias por este pagas, vedada a quitação genérica;
VII - pagar as taxas de administração imobiliária, se houver, e de intermediações, nestas compreendidas as despesas necessárias à aferição da idoneidade do pretendente ou de seu fiador;
VIII - pagar os impostos e taxas, e ainda o prêmio de seguro complementar contra fogo, que incidam ou venham a incidir sobre o imóvel, salvo disposição expressa em contrário no contrato;
IX - exibir ao locatário, quando solicitado, os comprovantes relativos às parcelas que estejam sendo exigidas;
X - pagar as despesas extraordinárias de condomínio*

*Por despesas extraordinárias de condomínio se entendem aquelas que não se refiram aos gastos rotineiros de manutenção do edifício, especialmente:

  • Obras de reformas ou acréscimos que interessem à estrutura integral do imóvel;
  • Pintura das fachadas, empenas, poços de aeração e iluminação, bem como das esquadrias externas;
  • Instalação de equipamento de segurança e de incêndio, de telefonia, de intercomunicação, de esporte e de lazer;
  • Despesas de decoração e paisagismo nas partes de uso comum;

Direitos e deveres do locatário na Lei do Inquilinato

O Art. 23 traz as responsabilidades direcionados ao inquilino no contrato de aluguel. São elas:

I - pagar pontualmente o aluguel e os encargos da locação, legal ou contratualmente exigíveis, no prazo estipulado ou, em sua falta, até o sexto dia útil do mês seguinte ao vencido, no imóvel locado, quando outro local não tiver sido indicado no contrato;

II - servir-se do imóvel para o uso convencionado ou presumido, compatível com a natureza deste e com o fim a que se destina, devendo tratá-lo com o mesmo cuidado como se fosse seu;

III - restituir o imóvel, finda a locação, no estado em que o recebeu, salvo as deteriorações decorrentes do seu uso normal;

IV - levar imediatamente ao conhecimento do locador o surgimento de qualquer dano ou defeito cuja reparação a este incumba, bem como as eventuais turbações de terceiros;

V - realizar a imediata reparação dos danos verificados no imóvel, ou nas suas instalações, provocadas por si, seus dependentes, familiares, visitantes ou prepostos;

VI - não modificar a forma interna ou externa do imóvel sem o consentimento prévio e por escrito do locador;

VII - entregar imediatamente ao locador os documentos de cobrança de tributos e encargos condominiais, bem como qualquer intimação, multa ou exigência de autoridade pública, ainda que dirigida a ele, locatário;

VIII - pagar as despesas de telefone e de consumo de força, luz e gás, água e esgoto;

IX - permitir a vistoria do imóvel pelo locador ou por seu mandatário, mediante combinação prévia de dia e hora, bem como admitir que seja o mesmo visitado e examinado por terceiros, na hipótese prevista no art. 27;

X - cumprir integralmente a convenção de condomínio e os regulamentos internos;

XI - pagar o prêmio do seguro de fiança;

XII - pagar as despesas ordinárias de condomínio*

*Por despesas ordinárias de condomínio se entendem as necessárias à administração respectiva, especialmente:

  • Salários, encargos trabalhistas, contribuições previdenciárias e sociais dos empregados do condomínio;
  • Consumo de água e esgoto, gás, luz e força das áreas de uso comum;
  • Limpeza, conservação e pintura das instalações e dependências de uso comum;
  • Manutenção e conservação das instalações e equipamentos hidráulicos, elétricos, mecânicos e de segurança, de uso comum;

Como funciona em casos onde o locatário deseja vender o imóvel que está alugado? 

Se o proprietário deseja colocar o imóvel a venda, ele deve primeiramente dar preferência da compra para o locatário. E, em todos os casos, deve-se enviar algum tipo de notificação informando sobre a decisão da venda.

O inquilino terá um prazo de 30 dias corridos para aderir à preferência de compra. Caso este não tenha interesse na compra, ele estará concordando com a desocupação do imóvel (prazo de 90 dias) e, por sua vez, deve permitir visitações ao local.

Saiba mais sobre o assunto neste texto no blog da Universal

Nova Lei do Inquilinato: entenda quais foram as mudanças

A última atualização da Lei do Inquilinato ocorreu em 2016. Listamos algumas das principais mudanças que você deve ficar ciente. Confira!

Renovação do contrato de aluguel

A Nova Lei do Inquilinato institui duas formas de renovação do contrato, uma determinada e outra indeterminada.

O contrato com renovação determinada vai ser renovado automaticamente caso nenhumas das partes se manifeste com a indicação de cancelamento ao final do prazo que foi estabelecido no contrato.

Porém, se o inquilino e o proprietário optarem pela renovação do contrato, provavelmente este deve passar por um reajuste no valor do aluguel. Este valor poderá ser baseado no IGP-M ou pode ser feito um acordo personalizado entre ambas as partes.

Ação de despejo

Esta foi uma das principais mudanças com a nova Lei do Inquilinato. As alterações indicam que o locatário que estiver com aluguéis atrasados podem ser alvos de ação judicial de despejo com prazo de 15 dias para desocupação liminar do imóvel.

Multa rescisória

A multa rescisória de contrato passa a ser proporcional com a nova Lei do inquilinato. Caso, o inquilino queira finalizar o contrato antes do prazo acordado inicial ele deverá pagar uma multa de valor proporcional ao tempo que faltaria para o término do contrato.

O mesmo vale para caso o proprietário queira retomar o imóvel antes do prazo final.

Decoração de kitnet: dicas para otimizar o espaço


Imóveis estilo kitnet estão cada vez mais em alta devido sua praticidade, ideal para o cotidiano moderno. Nesse tipo de ambiente é importante fazer escolhas estratégicas quanto a organização do ambiente, de modo a aproveitá-lo o máximo possível. Confira então a seguir algumas dicas para decoração de kitnet!

Facilidade na rotina

Um apartamento compacto compõe com um ambiente prático e funcional, com garantia de qualidade de vida. Por isso, este modelo de imóvel se torna uma ótima opção para públicos que procuram mobilidade, ganho de tempo e conveniência.

Ambientes integradas são mais fáceis de manter organizado, simplificando consideravelmente a rotina. Se você fica pouco em casa e procura funcionalidade no dia a dia, essa pode ser a solução perfeita. 

Dicas para decoração de kitnet 

Por oferecer um espaço pequeno muitas pessoas podem ter dificuldade em se inspirar para decorar o ambiente. Mas é aí que a decoração faz mais diferente ainda. Acredite, uma decoração estratégica fará toda diferença para que você consiga otimizar o espaço disponível.

Mas como aproveitá-lo da melhor maneira e deixar o espaço a sua cara? Veja as dicas que separamos:

Suas necessidades de uso

É importante entender de que forma será o uso dentro do imóvel. E então elaborar a decoração de kitnet em cima dessas considerações. Por exemplo, se você é uma pessoa que costuma receber os amigos em casa é importante pensar em móveis que conforte todos, como puffs, por exemplo.

Você tem costume de jantar na mesa ou em qualquer lugar? Pois em alguns casas a mesa pode ser dispensável e pode-se dar preferência para elaboração de uma bancada apenas.

Enfim, busque pensar numa decoração que seja funcional no seu dia a dia, que vá oferecer a praticidade que a kitnet vai lhe oferecer.

A escolha dos móveis

Na decoração de kitnet a escolha dos móveis deve ser estratégica. O mais indicado para este tipo de ambiente é investir em móveis funcionais, daqueles que podem desempenhar mais de uma função. Como por exemplo uma cama baú, um sofá cama, mesa dobráveis. Enfim, algumas opções que podem auxiliar a otimizar o ambiente.

Nossa dica é investir em móveis planejados. Dessa forma você terá total autonomia para personalizá-lo de acordo com o ambiente, e seu gosto, claro.


Cores no ambiente

A escolha das cores é importante em qualquer ambiente, mas na decoração de kitnet ela deve ser ainda mais estratégica. Afinal, é um espaço reduzido e a visão do todo influencia ainda mais.

Apostar em uma decoração minimalista é uma ótima dica para as kitnets. Muita informação pode acabar ficando muito confuso e oferecer o efeito contrário ao desejado, deixando o espaço com sensação reduzida.

Cores neutras são as melhores opções nesses casos. Além de oferecem uma sensação de amplitude, elas deixam as possibilidades mais abertas para investir na composição da decoração.

Por exemplo, você pode investir em cores vibrantes em detalhes na decoração de kitnet, com almofadas e quadros coloridos, por exemplo. Mas lembre-se, é importante ter moderação e nada de exageros.

Outras dicas


  • Aproveite ao máximo a luz natural, crie a decoração de modo a aproveitá-la durante o maior tempo possível. 
  • Use divisórias para delimitar para cada ambiente. Como estantes ou uma parede de cobogós, por exemplo. 
  • Use espelhos no ambiente de forma estratégica. Eles auxiliam a criar uma sensação de que o ambiente é maior, criam mais profundidade no espaço. 

Seguro Fiança: como funciona essa modalidade de locação de imóveis?


O processo para fechamento de um contrato de aluguel pode ser muito burocrático. Por isso, muitas pessoas acabam tendo dificuldades para conseguirem fechar um negócio. Porém, já existem alternativas para simplificar esse procedimento, como o seguro fiança, por exemplo.

Você sabe como funciona o seguro fiança? Quais são as exigências dessa modalidade de locação? E quais são os seus benefícios? É o que vamos apresentar no texto a seguir, continue a leitura e descubra.

Seguro fiança: como funciona? 

Também conhecido como seguro aluguel essa é a prática da vez, uma das mais procurada pela população. O seguro fiança funciona da seguinte maneira: enquanto inquilino você deverá ser responsável pelo contratação e pagamento do seguro junto à seguradora.

Enquanto isso, o proprietário está segurado enquanto beneficiário do seguro, ou seja, em caso de inadimplência, este está garantido que receberá a indenização.

Ao contratar o seguro fiança é possível também complementar essa cobertura, além do aluguel pode-se incluir o IPTU e condomínio, por exemplo.

Na Universal Imóveis temos a opção das seguradoras Porto Seguro e BNP Paribas Cardif. Nesse caso é necessário preencher uma ficha, que é aprovado em até 24 horas e o locatário precisa levar na imobiliária os seguintes itens:

  • Cópia da Identidade e CPF
  • Ficha cadastral preenchida corretamente
  • Comprovante de renda
  • Comprovante de residência
  • Em caso de autônomo, 3 últimos extratos bancários.

Como funciona a avaliação da seguradora? 

Caso você tenha interesse em fechar um contrato de aluguel por meio do seguro fiança, você deve procurar uma seguradora especializada. Esta, por sua vez, irá realizar uma avaliação sobre a proposta em questão para avaliar se você possui estrutura para arcar com os custos do aluguel.

Ou seja, avaliar sua situação financeira atual. Essa avaliação é muito parecida com a que é feita por instituições de crédito.

Uma das exigências da seguradora, normalmente, para aprovação da proposta é que o inquilino tenha renda mensal equivalente a três ou quatro vezes o valor do aluguel.

Porém, as seguradoras costumam aceitar que este valor seja agregado de até três pessoas que irão residir no imóvel, ou seja a soma da renda dessas pessoas.

Seguro fiança: como funciona as regras

As exigências para a contratação de um seguro fiança estão definidas na Resolução n° 202 do Conselho Nacional de Seguros Privados. Confira quais são as principais regras para obtenção do seguro:

“O seguro de fiança locatícia é aquele que garante o pagamento de indenização, ao segurado, dos prejuízos que venha a sofrer em decorrência do inadimplemento do locatário em relação à locação do imóvel.”

“É vedada a contratação de mais de um seguro de fiança locatícia cobrindo o mesmo contrato de locação.”

“O prazo de vigência do contrato de seguro de fiança locatícia é o mesmo do
respectivo contrato de locação, na forma regulamentada pela SUSEP.”

Quanto custa o seguro fiança?

Não há um valor fixo, pois isso vai depender do tipo de cobertura escolhida pelo inquilino. Geralmente o valor gira em torno de duas vezes o valor do aluguel, sendo que este valor pode ser parcelado ao longo dos meses do contrato do aluguel.

As vantagens do seguro fiança

Para o inquilino o seguro fiança significa agilidade na aprovação da proposta de locação do imóvel. E também elimina a necessidade de ir atrás de um fiador para conseguir fechar o contrato.

Porém, é importante ressaltar que o seguro fiança não eximirá o pagamento dos débitos pelo inquilino. No entanto, em caso de atraso no pagamento do aluguel, a seguradora entra em ação para arcar com este valor. Em seguida, a mesma é quem será responsável por cobrar essa dívida do locatário.

Aluguel na Universal Imóveis

A Universal Imóveis tem no seguro fiança uma das modalidades possíveis para fechamento do contrato de locação. Além do seguro fiança, existem outras opções que podem ser escolhidas, como o aluguel com cartão de crédito por exemplo. Clique aqui e veja as opções.

Agora que você já conhece as possibilidades é o momento para escolher o imóvel ideal para você. Aqui na Universal Imóveis você encontra um amplo leque de opções para o seu novo lar, clique aqui e escolha o seu!

Home office: decoração funcional para seu escritório em casa


Estamos presenciando atualmente inúmeras mudanças na forma como vivemos e trabalhamos. Uma delas, que vem tomando proporções cada vez maiores é a prática de home office. Se você quer saber mais sobre essa prática, esse texto é para você!

Vamos apresentar uma série de dicas de decoração home office para você que tem interesse em investir nessa modalidade de trabalho e precisa adaptar seu imóvel para essa nova rotina. Confira a seguir!

Afinal, o que é home office? 

O home office nada mais é que uma modalidade de trabalho onde a atuação é realizada em um espaço alternativo ao escritório da empresa. Esta atuação à distância pode ser de forma integral ou periódica.

Para o trabalhador essa modalidade significa uma maior flexibilidade em sua jornada de trabalho. Ou seja, você pode adaptar sua rotina da forma que preferir e do modo onde você poderá ser mais produtivo. Isso pode ser na sua própria casa, ou qualquer outro ambiente.

Para a empresa o home office representa uma redução de custos gastos com estrutura e transporte, além da manutenção de uma equipe de funcionários presentes in loco.

E agora o home office conta com todos os benefícios trabalhistas. A Reforma Trabalhista, sancionada em 2017 regulamentou o modelo de trabalho de home office. Ou seja, agora a Consolidação das Leis do Trabalho  (CLT) inclui os direitos e deveres dos empregadores e empresas que optarem por este regime de trabalho.

Logo, é possível seguir uma carreira de home office, sem abrir mão da estabilidade e dos direitos trabalhistas assegurados com o trabalho de carteira assinada.

Dicas para decoração home office

O home office é uma opção muito interessante para quem tem dificuldade em seguir rotinas programadas e inflexíveis. Porém, é importante ter cuidado para que essa “liberdade” não seja um tiro no pé.

Nossa dica para você é: invista na criação de um ambiente de trabalho dentro da sua casa. Crie um espaço exclusivo para o momento de trabalho. Nós vamos ajudá-lo nessa parte. Separamos algumas dicas para você aplicar na decoração home office que influenciarão na sua produtividade de forma positiva. Olha só!

Ambiente personalizado

Nossa principal dica para a decoração home office é: deixe o ambiente com a sua cara. Crie um espaço onde você irá sentir vontade de trabalhar, um local confortável e agradável que beneficie a sua produtividade.

Faça questionamentos a si mesmo como: o que te ajuda a ter mais foco? O que desperta a sua criatividade? E o que pode acabar te distraindo?

Nossas dicas a seguir podem ajudá-lo a clarear esses questionamentos.


Escolhendo as cores do ambiente

Uma importante decisão na decoração home office são as cores escolhidas no ambiente. Muito mais que a parte estética, as cores têm grande poder influenciador, por isso é fundamental que se faça uma escolha estratégica.

Por exemplo, tons mais quentes, como vermelho e laranja, podem causar agitação e estresse, sensações nada indicadas para o ambiente de trabalho. Você pode optar por utilizar essas cores em pequenos objetos na decoração home office, como em porta-canetas e quadros.

Uma boa solução de cores para decoração home office são os tons terrosos, como marrom, bege e até amarelo, pois são cores que despertam estabilidade e foco. E claro, o branco é sempre uma opção segura e certeira.


A iluminação no local 

A iluminação é um dos fatores de maior influência na produtividade na hora do trabalho. Nossa dica para você é para investir em luzes brancas ao invés das amarelas. O motivo é que as luzes amarelas favorecem o descanso, portanto, elas não serão aliadas neste ambiente onde a concentração é fundamental.

E sempre que possível dê preferência para a luz natural. Por isso, posicione os móveis de forma estratégica no ambiente, de forma que você possa ter a luz natural por mais tempo possível.


Escolha dos móveis

A decoração home office deve ser prática e funcional. O ambiente não pode ter uma grande quantidade de objetos de decoração, pois isso pode acabar fazendo com que você se distraia mais facilmente.

Por isso dê preferência para móveis multiuso, nada que ocupe muito espaço e que facilite o seu manuseio no dia a dia. A escolha da cadeira também é uma decisão muito importante.

A ergonomia é um dos fatores mais importantes na rotina de trabalho e a cadeira de trabalho, onde você passará horas do dia, é um dos elementos principais. Opte pelos modelos ajustáveis, ou seja, que podem ser moldados de acordo com a sua preferência.


Dicas para comprar terreno: o que analisar para uma compra segura?


Percebemos atualmente um movimento em que grande parte da população tem dado preferência pela compra de um loteamento para alcançar o sonho da casa própria. Mas afinal, quais são os benefícios de comprar terreno atualmente?

Continue a leitura e descubra por que comprar terreno pode ser uma boa opção para você. Além disso, vamos apresentar diversas dicas para fazer uma compra segura e consciente. Confira!

Benefícios de comprar terreno

Realizar o sonho da casa própria é um dos principais objetivos de grande parte da população. Porém, por ser um investimento muito alto, muitas vezes ele acaba sendo adiado por anos e anos. Mas você já parou para pensar na alternativa de comprar um terreno?

Essa é uma solução que tem sido cada vez mais buscada pelos brasileiros. E o principal motivo é, claro, a economia na negociação, uma vez que os custos de comprar terreno são menores do que se você fosse investir em um imóvel já pronto.

Além disso, existem outros fatores que influenciam nessa crescente busca pela compra de terrenos. Como, por exemplo, a possibilidade de personalização do imóvel. 

Ao adquirir o terreno você pode construí-lo de acordo com as suas necessidades de uso. É possível definir o número de quartos, tamanho dos cômodos, disposição das áreas, enfim tudo será feito da sua forma.

Dicas para comprar terreno

Se você está interessado em comprar terreno é fundamental que se atente a algumas especificidades dessa compra, objetivando uma compra segura e consciente. Separamos algumas dicas para ajudá-lo nesse processo. Olha só!

Verifique o histórico da empresa

Essa pesquisa sobre a empresa é importante para que você entenda como ela se porta nesse tipo de negociação. Dessa forma você para já vai estar preparado para todas as situações.

Procure conhecer demais empreendimentos que já foram lançados pela empresa. Avalie questões como, prazo de entrega do terreno, confiabilidade no processo de financiamento, enfim questões importantes para o fechamento de um contrato seguro.

Compra de terreno particular

Essa pesquisa também deve ser feita caso o interesse seja na compra de um terreno particular.

Nesse caso você pode ir até a Prefeitura da sua cidade para conferir informações importantes do terreno, como número de matrícula, verificar se o local é uma área de preservação ambiental, se está em área de manancial, etc.

Visite o local

Essa é uma dica básica para quem quer comprar terreno, mas fundamental que seja feita estrategicamente. Vá até o local e procure entender toda sua infraestrutura, verifique também as redondezas. Como é a iluminação no local? E a segurança?

Analise também questões como localização do imóvel, comércio nas redondezas, transporte público, enfim, itens que vão influenciar na sua qualidade de vida quando você, eventualmente, se mudar para a área.

Verifique a documentação

Antes de fechar o contrato para comprar o terreno é importante que seja feita uma análise minuciosa da documentação do lote. De preferência, conte com um suporte profissional, alguém com experiência que será capaz de identificar possíveis irregularidades na documentação.

São documentos fundamentais na negociação: a certidão de propriedade do imóvel, que deve estar atualizada com o histórico completo do terreno. Também deve ser apresentado o Carnê de IPTU, documento onde consta as metragens do terreno e valor venal do mesmo.

É obrigatório que o terreno conte com estruturas de saneamento básico, abastecimento de água potável, energia elétrica, enfim, uma infraestrutura básica para habitação.

Importante: vá até o Cartório de Registro de Imóveis e verifique se o terreno encontra-se em regularidade segundo as exigências legais.

Informações básicas de um contrato de compra de terreno


  • Nome e localização do loteamento
  • Número e data do registro
  • Descrição do terreno
  • Confrontações
  • Características do terreno
  • Preço
  • Prazos de pagamento e entrega do terreno
  • Valor do sinal inicial
  • Formas de pagamentos
  • Taxas de juros de financiamento
  • O contrato deve ser assinado por ambas as partes, e também por duas testemunhas. Feito isso, deve-se encaminhar o documento para ser registrado no Cartório de Registro de Imóveis.

Procedimento após quitação do terreno

Você finalmente quitou todas as parcelas de compra do terreno, então qual deve ser seu próximo passo?

Vamos lá, o primeiro passo é a elaboração da escritura definitiva do terreno. Como providenciá-la? Vá até um cartório de Tabelionato de Notas com seus documentos pessoais, com as provações de quitação e o contrato em mãos.

O próximo passo é levar essa escritura até o Cartório de Registro de Imóveis para atualizar o registro do terreno. E finalmente, abra uma solicitação na prefeitura da sua cidade para alteração do IPTU do local para o seu nome.

Reserva Ecoville: investimento na sua qualidade de vida


Nosso lar é nosso principal refúgio! Por isso é tão importante fazer uma busca minuciosa por um imóvel que atenda às suas necessidades. Afinal, este é um investimento na qualidade de vida de toda sua família!

Nós temos uma dica incrível de empreendimento para você: o Reserva Ecoville. Já ouviu falar dessa oportunidade? Então continue a leitura e descubra por que ele pode ser a sua escolha ideal para sua casa dos sonhos!

Conheça o Reserva Ecoville Condomínio Residencial

A NATUREZA NO QUINTAL DA SUA CASA.

Respirar o ar puro no meio da correria que nos sufoca. Experimentar a calmaria em contraste com os compromissos, que nos apressam todos os dias.

Ouvir o canto dos pássaros em contraponto ao som das buzinas. E o melhor, você encontra o seu tão sonhado sossego a poucos minutos da cidade.

O empreendimento fica na BR-040, próximo à entrada de Monte Verde. A 3 Km do Salvaterra e fácil acesso à Zona Sul.


VIVA CERCADO PELO VERDE.

Condomínio cercado por um cinturão de 75 hectares do bioma Mata Atlântica.
Uma reserva legal de preservação ambiental permanente, com natureza exuberante.

 



O que você vai encontrar no Reserva Ecoville?

  • Portaria 24 horas
  • Clube exclusivo para moradores
  • Campo de Futebol
  • Quadras de Tênis de Saibro
  • Brinquedoteca
  • Academia
  • Área Gourmet

Entenda a dinâmica de um condomínio fechado

Quando você compra um terreno em um condomínio fechado você está adquirindo toda a área que abrange o imóvel e vai além do terreno de uso privativo, englobando os espaços de uso comum com as estruturas de lazer (quadras, salão de festas, etc), praças e vias de acesso.

Nessa modalidade existe um controle de acesso ao local, só é permitida a entrada de pessoas autorizadas pelos moradores e responsáveis pela administração do local.

Vantagens de um condomínio fechado

A segurança de um condomínio fechado é um dos principais fatores que influenciam na decisão por essa modalidade de moradia. O Reserva Ecoville contará com portaria 24 horas, câmeras de segurança e muito mais.

A privacidade também é um dos pontos altos desse tipo de empreendimento. Nada como um ambiente tranquilo quando chegamos em casa, não acha?

O lazer também é um dos destaques dos condomínios fechados. Este tipo de empreendimento oferece diversas opções de lazer, e o melhor, tudo isso a alguns passos da sua casa e com a garantia de segurança.


Garanta o seu imóvel!

Aproveite as facilidades de Lançamento do Reserva Ecoville e invista agora mesmo na qualidade de vida da sua família. Clique aqui e agende seu horário.

Café com o Síndico - Uma noite de muito conteúdo e troca de ideias


O trabalho de um Síndico envolve vários impasses diários. Afinal, são diversas pessoas para ouvir, questões individuais para solucionar, além claro das questões de gestão do condomínio para administrar.

Logo, como fazer todos os condôminos conviverem de maneira saudável e construir um ambiente civilizado? Além disso como adicionar a tecnologia como aliada nessa gestão de condomínio.

A resposta para essas questões serão respondidas durante o evento Café com Síndico, realizado pela Universal Imóveis. Ficou curioso? A seguir apresentamos o que você pode esperar deste encontro que acontecerá no mês de maio em Juiz de Fora.

O evento: Café com Síndico

O Café com Síndico é uma iniciativa inédita da Universal Imóveis que chega à sua segunda edição neste ano. O evento tem como objetivo proporcionar reflexões acerca de temas da gestão de condomínios. 

Propomos, portanto, conteúdos que vão permitir que Síndicos e administradores de condomínios levem para casa ideias e conhecimentos necessários para inovar nas práticas e gerar mais resultados em sua atuação.

Para saber um pouco mais sobre o que esperar para a segunda edição do Café com Síndico, trouxemos um vídeo com tudo o que rolou na edição anterior. Dá play e confira!



2ª edição do Café com Síndico: o que esperar!

A primeira edição do evento foi um sucesso, reunindo vários síndicos da cidade e levando conteúdos pertinentes para o setor. E a segunda edição vem com novas propostas de conteúdo pois aqui na Universal Imóveis acreditamos que a troca de conhecimento e experiências são ferramentas transformadoras em nossa sociedade.

A 2ª edição do Café com Síndico irá contar com duas palestras, são elas:

“Conflitos no Condomínio: Como agir!” com as mediadoras de conflitos Marselha Evangelista e Andrea Horta. 

As palestrantes são sócias fundadoras da ANMA - NÚCLEO DE CONCILIAÇÃO E MEDIAÇÃO DE JUIZ DE FORA, empresa pioneira no ramo da solução consensual de conflitos.

As atividades exercidas pelo ANMA incluem o oferecimento de soluções inteligentes e inovadoras para a gestão de conflitos nos mais diversos ambientes, dentre eles os conflitos no condomínio.

Situações de conflitos são comuns e rotineiras, porém é fundamental que os síndicos saibam como atuar assertivamente nesses casos. Porém, muitas vezes é difícil chegar a essas soluções sem causar conflitos ou insatisfação entre os condôminos.

Como agir nesses casos? É o que você vai descobrir durante a palestra!

O tema da segunda palestra é “Novas tecnologias em segurança condominial” com o Pablo Alves da Catseg. 

A todo momento surgem novas tecnologias que objetivam a otimização da nossa rotina e qualificação dos serviços. O setor de segurança é um dos mais beneficiados neste quesito.

Câmeras de monitoramento, equipamentos inteligentes de segurança eletrônica, enfim, são inúmeras as opções atualmente para manter seu imóvel mais seguro. As opções são tantas que fica difícil acompanhar as últimas novidades.

Por isso, o Café com Síndico convidou o Pablo Alves que atua na Catseg, a maior rede de franquias de segurança eletrônica do Brasil, com mais de 17 anos de experiência no segmento. Ele irá apresentar quais são as principais novidades do setor que podem ser úteis para o seu condomínio.

Inscreva-se!

O evento acontece no dia 07 de Maio de 2019 às 19 horas - Serrano Residencial Hotel. Faça sua inscrição e garanta o seu lugar, as vagas são limitadas. Venha participar do maior evento de síndicos de Juiz de Fora! Clique aqui e faça sua inscrição.

Dicas de Lazer na Cidade Alta em Juiz de Fora


Conhecida como Cidade Alta, a Zona Oeste de Juiz de Fora é uma das regiões mais movimentadas da cidade. Ali estão localizados os bairros São Pedro, Aeroporto, Nova Califórnia, Borboleta, dentre outros.

Lazer e diversão é o que não falta nessa região. Se você está pensando em se mudar para a Cidade Alta, este artigo é para você. Vamos apresentar algumas dicas incríveis de lugares para você visitar, se divertir com amigos e família e se deliciar com a gastronomia. Confira!

Universidade Federal de Juiz de Fora

A UFJF é um dos principais atrativos da cidade de Juiz de Fora, principalmente pela sua grandiosidade e ambiente arborizado, ideal para curtir o dia com a família ou para uma caminhada pelo local.

A Universidade conta com diversas áreas de lazer para você aproveitar o dia, como o Jardim Sensorial, 200 metros de ciclovia na área central do campus, pista de skate de 350 metros na praça cívica, academia ao ar livre, parque infantil e muito mais.

Dicas de bares e restaurante 

São diversas as opções de bares, restaurantes, bistrôs e casas de show na Cidade Alta de Juiz de Fora. Destaca-se o bairro São Pedro como referência da região, seja pela sua noite movimentada ou pela sua valorização no mercado imobiliário.

O bairro atrai diversos empreendimentos comerciais e imobiliários, muito pela sua proximidade com a UFJF, sendo um dos locais mais procurados por estudantes para moradia.

Então, vamos às dicas de bares e restaurantes na região? Anota aí!

Cervejaria Barbante

A Cervejaria Barbante é uma das cervejarias mais tradicionais da cidade! O local conta com dois ambientes, rodeado de árvores e plantas, proporcionando um ambiente super agradável para apreciação das deliciosas experiências gastronômicas. A cervejaria oferece pratos das cozinhas Alemã, Contemporânea, Italiana e Americana

Mais detalhes sobre o restaurante:

  • Amplo estacionamento
  • Acesso à pessoas com deficiência física
  • Permitido animais de estimação com guia
  • Delivery de Chopp
  • Wi-fi
  • Espaço para eventos com buffet próprio, para pequenos e médios grupos

Horário de Funcionamento
Quarta e Quinta: 19h às 0h
Sexta: 19h às 02h
Sábado: 12h às 02h
Domingo: 12h às 16h

Endereço: Avenida Senhor dos Passos, 1585 - São Pedro

Picanha Pimenta e Pinga

Um dos restaurantes mais tradicionais da cidade, o PPP traz uma proposta que une almoço, happy hour e jantar para você curtir com toda sua família. O sucesso da gastronomia se justifica pelas opções do menu: o cardápio inclui uma série de pratos com carnes, peixes e massas feitos com ingredientes cuidadosamente selecionados, além de petiscos e sobremesas.

O empreendimento ainda possui salões climatizados e uma adega bem estruturada, com mais de cem rótulos de vinhos e espumantes.

Horário de Funcionamento

Terça e Quarta: 11h às 00h
Quinta a Sábado: 11h às 2h
Domingo: 11h às 18h

Endereço: Av. Eugênio do Nascimento, 310 - Aeroporto

Anexo Bar Premium

Um dos mais novos empreendimentos da Cidade Alta, o Anexo é o ambiente ideal para quem curte cerveja e chopps com música, drinks e gastronomia de qualidade.

Portanto, se você está procurando um lugar para curtir a noite com os amigos, vale a pena fazer uma visita ao local.

Endereço:  Rua Roberto Stiegert, 31 bairro São Pedro.

Horário de funcionamento
Quarta: 19h às 2h
Quinta: 19h às 3h
Sexta: 19h às 3h
Sábado: 14h às 3h
Domingo: 15h às 1h

Imóveis na Cidade Alta

A Universal Imóveis conta com uma grande variedade de imóveis para Venda e Aluguel na Cidade Alta em Juiz de Fora. Temos opções para estudantes próximo a UFJF, e também imóveis para você e sua família.

Clique aqui e conheça os opções de imóveis para Venda.

Clique aqui e conheça os opções de imóveis para Aluguel.

Direito Imobiliário: tudo o que você precisa saber sobre o tema


É importante que o consumidor conheça seus direitos e deveres em qualquer que seja a transação. Quando o assunto é bens imóveis isso é mais fundamental ainda, afinal os valores envolvidos nesses tipos de negociações são enormes. Portanto, caso você se envolva em questões nessa área, procure se informar sobre o Direito Imobiliário e suas leis.

Quais as áreas de atuação do Direito Imobiliário? E as leis que o regem? No texto a seguir vamos esclarecer algumas das principais dúvidas relacionadas ao tema. Continue a leitura e fique mais informado!

O que é Direito Imobiliário? 

Direito imobiliário é o ramo que lida com tudo aquilo que está relacionado à bens imóveis. Nesta relação encontra-se itens como a posse de imóveis, relações de condomínio vertical e horizontal, financiamentos para a compra da casa própria, contratos de locação, dentre outros.

Leis que regem o Direito Imobiliário

A lei mais importante envolvendo o Direito Imobiliário é o Código Civil, mais precisamente o capítulo que refere-se aos direitos reais. É nele que estão as regras e determinações legais sobre temas centrais do setor imobiliário, como posse de bens, condomínio, dentre outros.

Além do Código Civil, existem outras leis voltadas para assuntos mais específicos da área. São elas:


O Código de Defesa do Consumidor se aplica aos contratos de locação? 

Segundo o Superior Tribunal de Justiça, as regras do Código de Defesa do Consumidor não se aplicam aos contratos de locação.

“Nos contratos de locação não se aplicam as normas do Código de Defesa do Consumidor por faltar-lhes as características que delineiam as relações de consumo”.

As regras não são aplicáveis pois não há traços de uma relação consumerista entre as partes envolvidas em um contrato de locação.

Porém, o Código de Defesa do Consumidor é extremamente importante para outros segmentos do Direito Imobiliário. proteger o consumidor contra cláusulas abusivas em contratos de compra de imóveis


Conceitos importantes do Direito Imobiliário

Existem uma série de termos técnicos e burocracias intrínsecos ao setor imobiliário que podem dificultar o entendimento de alguma ação legal da área. Por isso, separamos a seguir alguns dos conceitos mais comuns do Direito Imobiliário para você ir se familiarizando. Confira!

Matrícula

A matrícula nada mais é que a numeração representante de um imóvel. Todo imóvel deve ter o seu próprio número de matrícula, este deve estar registrado no Cadastro de Registro de Imóveis do seu município.

Este documento deve conter as seguintes informações:

  • A limitação da área onde o imóvel está localizado
  • Vizinhanças
  • Endereço completo
  • Inscrição Municipal
  • Histórico completo com a nomeação de todos os proprietários do imóvel até o momento atual. 

Em caso de venda do imóvel este documento deve ser atualizado com os dados do novo proprietário do local.

Due Diligence

É um processo de auditoria que acontece durante a compra de um imóvel com o intuito de verificar a sua segurança jurídica, e com isso reduzir os riscos durante a negociação.

Ou seja, durante o processo de compra de imóvel, o profissional responsável deve analisar todas as informações que podem representar um risco para o interessado. Para uma auditoria minuciosa deve-se verificar itens como:

  • Verificar se o imóvel está envolvido em disputas judiciais
  • Avaliação da existência de exigências legais, como normas de Direito Ambiental e Urbanísticas. 
  • Verificação da documentação do imóvel e do atual proprietário

Contrato de Compra e Venda

Essa é uma medida que não está prevista no Código Penal, porém é aceita juridicamente.

O contrato de compra e venda funciona da seguinte maneira: é um acerto prévio entre o atual proprietário e o interessado na compra. No documento deve ser estipulado um prazo para a decisão de compra do imóvel.

Este tipo de contrato é comumente utilizado exatamente para dar um prazo para o interessado na compra realizar a due diligence, ou seja, a verificação das questões legais que envolvem o imóvel.

Portanto, durante o prazo de vigência do contrato de compra e venda, o proprietário não poderá vender o imóvel para terceiros, sob pena de pagamento de multa.

Ao final do contrato, caso o interessado não efetuar a compra, o proprietário fica livre para vender o imóvel para outra pessoa sem empecilhos.

Espelhos na decoração: descubra como valorizar o seu imóvel


Se usado de forma estratégica na decoração os espelhos podem contribuir para valorizar o espaço do seu imóvel. Eles vão contribuir para ampliar o ambiente, assim como na valorização da iluminação do local.

Mas você sabe como aplicar da forma correta o espelho na decoração do seu imóvel? Nós vamos ajudá-lo. Preparamos algumas dicas básicas que vão contribuir para valorizar o seu ambiente. Confira!

Espelhos na decoração: tendência na decoração

Os espelhos sempre foram itens indispensáveis em qualquer imóvel. Porém, cada vez mais eles têm se tornado artigos de decoração que vão além da simples função de oferecer um reflexo.

É uma peça fundamental na composição de um design de interiores moderno atualmente. E o melhor, os espelhos são super versáteis, é possível adaptá-los para todos os tipos de decoração, onde eles podem apresentar diferentes tamanhos e formatos.

Então, vamos logo às dicas que preparamos para você valorizar o seu ambiente com o uso de espelho na decoração.

Uso do espelho para ampliar o ambiente

Essa é uma das principais estratégias na arquitetura para se beneficiar com o uso de espelhos na decoração. Isso porque o reflexo dos espelhos vão dar a sensação de amplitude no ambiente.

Se você tem algum cômodo pequeno que deseja valorizá-lo, essa é a principal estratégia. A dica é optar pela aplicação de espelhos grandes, de preferência instalados em toda parede.

Espelhos maiores são mais indicados para a aplicação em ambientes sociais, como na sala de jantar e quartos, por exemplo. Uma boa dica para uso de espelhos no quarto é optar pela instalação na própria porta do armário.

Cuidados com o uso de espelhos na decoração

É importante ter alguns cuidados na aplicação de espelhos na decoração do seu imóvel. Por exemplo, é preciso ter muita atenção quanto ao local onde será instalado o espelho, evite aplicá-los em ambientes que você não quer destacar, como de frente ao banheiro, por exemplo.

Outra dica importante para você se atentar com o uso de espelhos no seu imóvel é com a instalação em ambientes que demandam concentração, como escritórios, por exemplo. Evite aplicá-los, pois o reflexo pode contribuir para a distração.
E claro, cuidado com os exageros. Espelhos em excesso podem se tornar desconfortáveis na convivência diária. Indica-se a aplicação de apenas um espelho por ambiente.

Iluminação do ambiente

Os espelhos, se aplicados da forma correta vão contribuir para valorizar a iluminação no local, seja ela natural ou artificial.

Uma boa dica para quem deseja valorizar a iluminação natural que o imóvel recebe durante o dia é aplicar um espelho que fique de frente à janela. Dessa forma, a luz natural será irradiada, valorizando o ambiente como um todo.

Porém, tenha cuidado com o excesso de iluminação. Dependendo do local onde o espelho for aplicado, o reflexo com a luz podem gerar um incômodo aos olhos.


Dicas de aplicação de espelhos na decoração


  • Espelhos redondos: uma das principais tendência na decoração de interiores, os espelhos arredondados contribuem para a criação de um ambiente moderno e descolado.
  • Uma tática muito utilizada na decoração de ambientes é o uso de espelhos recortados, eles ajudam a quebrar um pouco a seriedade que um espelho completo pode passar. 
  • Espelhos de tamanhos diferentes: usar espelhos com o mesmo formato em tamanhos diversos ajudam a compor um ambiente minimalista e sofisticado ao mesmo tempo. 
  • A dimensão do espelho que você deseja irá influenciar na sua espessura. Locais que demanda peças muito grandes, deve-se utilizar espelhos de cerca de 5mm. 

Separamos algumas referências do uso de espelhos na decoração de imóveis para você se inspirar na elaboração do seu ambiente. Olha só!