Quarto montessoriano: quais os benefícios para o desenvolvimento das crianças?



Você já ouviu falar no quarto montessoriano? Se você tem criança pequena em casa ou está planejando ter uma em breve, você precisa conhecer esse método que é um sucesso entre os pais.

O método montessoriano foi criado com o objetivo de estimular o aprendizado da criança. Para isso é necessário uma adaptação no ambiente dos pequenos, criando espaços que vão estimular o desenvolvimento da autonomia neles.

Quer entender mais como funciona a metodologia? Então continue a leitura que vamos explicar o seu funcionamento e ainda apresentar dicas de como montar um quarto montessoriano.

Como surgiu o método montessoriano? 


Esse método educacional foi criado em 1907 por Maria Montessori. Ela era educadora infantil e também uma das primeiras mulheres a se formar em Medicina no início do século XX, e ela inventou o método que seria nomeado em sua homenagem em uma de suas pesquisas envolvendo a educação e a psiquiatria.

Tudo começou quando Maria trabalhou em uma escolha de periferia em Roma, onde ela pôde desenvolver este método de autoeducação. Os resultados foram tão satisfatórias para o desenvolvimento das crianças que ele se expandiu para fora das escolas e chegou a todos os ambientes do cotidiano infantil, inclusive dentro de casa.

O que seria um quarto montessoriano? 


Basicamente o método montessoriano consiste na criação de um ambiente projetado especialmente para as crianças. Ou seja, deixar tudo ao alcance da criança, na altura dos olhos.

Um quarto montessoriano é formado por móveis com dimensões que irão respeitar a ergonomia delas. Portanto, você deve criar um mundo em miniatura, pensando especialmente em suas necessidades.

O desenvolvimento de todo ser humano acontece de acordo com as nossas interações com o mundo ao nosso redor, e com as crianças isso se torna ainda mais relevante.

Segundo a criadora do método, Maria Montessori, os primeiros anos da criança é justamente quando elas começam a formar as próprias ideais de acordo com o mundo em que vivem.

Portanto, é fundamental que os pais tenham a preocupação em criar um ambiente que vá estimular o aprendizado da criança desde cedo. Propiciar um local onde ela poderá ter autonomia e independência, e obter um desenvolvimento autoguiado, ou seja, ela seguirá no seu próprio ritmo e segundo seus próprios interesses.

Como montar um quarto montessoriano?


Em primeiro lugar você deve entender que tudo no ambiente é um estimulante sensorial. Desde a decoração até a disposição dos móveis do quarto infantil. E aqui, a parte estética é muito importante para criar os estímulos corretos.

É preciso que haja harmonia entre a decoração e a disposição dos móveis. Não é indicado deixar o quarto com muitos móveis, afinal você deve criar um ambiente onde a criança possa explorar o espaço sem riscos.

De todas as características de um quarto montessoriano a mais importante é a presença de uma cama baixa ou até mesmo da colocação diretamente do colchão no chão.

Os móveis também devem ser da altura da criança. Para que elas possam ter autonomia para se movimentar e escolher ela mesma seus brinquedos.

Acredita-se que dessa forma estaremos educando as crianças para se tornarem pessoas mais seguras de si, mais organizadas e independentes.

Algumas dicas: 


  • Instale as tomadas em lugares estratégicos e seguras, como atrás de móveis, por exemplo. 
  • Indica-se a substituição de vidros e espelhos por acrílico.
  • O piso precisa ser seguro para quedas, uma solução pode ser a instalação de tapetes emborrachados.


Os períodos sensíveis


É importante montar o quarto de acordo com a idade da criança. Afinal, os estímulos irão variar dependendo da faixa etária. Para deixar essa elaboração mais assertiva, a criadora do método, Maria Montessori, elencou os diferentes “períodos sensíveis”. Olha só como funciona:


  • O período do movimento: do nascimento até um ano de idade;
  • O período da linguagem: do nascimento aos 6 anos;
  • O período dos pequenos objetos: de 1 a 4 anos;
  • O período da cortesia, boas maneiras, dos sentidos, da música e da vida social: de 2 a 6 anos;
  • O período da ordem: dos 2 aos 4 anos;
  • O período da escrita: dos 3 aos 4 anos;
  • O período da higiene/desfralde: dos 18 meses aos 3 anos;
  • O período da leitura: dos 3 aos 5 anos;
  • O período das relações espaciais e da matemática: dos 4 aos 6 anos;


Encontre o imóvel perfeito para sua família na Universal


Aqui na Universal Imóveis você encontra a maior variedade de imóveis de toda a região. Seja para Aluguel ou Venda, aqui você encontra o lar ideal para as suas necessidades e de toda a sua família.

Clique aqui e conheça nossas opções de imóvel para Aluguel.
Veja aqui as opções disponíveis para Venda.

Dicas de imóveis: como seguir o melhor custo benefício para você


A relação custo benefício é provavelmente a mais importante no momento da decisão de qual imóvel comprar ou alugar. Como encontrar o local ideal, que atenda às suas necessidades e que ainda seja um bom investimento financeiro? Vamos te ajudar com dicas de imóveis ideais para a sua realidade. Então anota aí!


Como encontrar o equilíbrio para definir o melhor custo benefício?

Quando falamos de custo benefício estamos nos referindo à relação da oferta do imóvel com aspectos como conforto, praticidade, lazer. Ou seja, achar o equilíbrio ideal entre o valor que será investido com as suas necessidades de consumo.

Nem sempre o imóvel mais barato é aquele que lhe trará o melhor custo benefício. Isso acontece pois no momento da compra deve-se levar em conta também outros aspectos. Como por exemplo, custos com deslocamento e o custo de vida da região, com os valores dos serviços e comércio.

Além claro do peso de itens que vão afetar a sua qualidade de vida e da sua família. Como a existência de áreas de lazer próximas ao local e a segurança nas redondezas.

Tudo isso deve ser levado em consideração antes do momento de fechar o contrato.

Definindo o perfil do imóvel

Atualmente existem diversas modalidades de imóveis no mercado imobiliário para quem pretende comprar ou alugar. Por isso é importante que você conhece todas as opções disponíveis para definir aquela que mais se adequa às suas necessidades.

Separamos algumas das principais para você analisar. Olha só:


  • Casa: muitos consumidores acabam preferindo este tipo de imóvel pela privacidade e autonomia com o local. 
  • Apartamento: alguns dos fatores positivos desse caso são a segurança no local e o valor que costuma ser mais em conta.
  • Imóvel em condomínio fechado: ao optar por essa modalidade você tem a garantia de segurança, privacidade e lazer tudo dentro do condomínio.
  • Apartamento Studio: são apartamentos com cômodos integrados. Ideal para o público jovem, empresários, investidores. Saiba mais clicando aqui.  

Comprar ou alugar?

A compra de um imóvel é o grande sonho na vida da maioria das pessoas. Porém, por ser um investimento alto é bom que seja feito de forma consciente e planejada.

Faça uma análise da sua situação financeira e verifique o quanto da sua renda mensal familiar você estaria disponível a comprometer. Avalie também as opções de compra disponíveis no mercado.

O aluguel pode não ser uma opção definitiva, mas ele também tem seus benefícios e pode ser a melhor opção para o seu momento atual.

O passo a passo para achar o lugar ideal


Conte com uma ajuda profissional

Você pode contar com a ajuda de profissionais qualificados do mercado imobiliário para encontrar o lugar ideal. Uma vez que eles já têm já tem experiência no ramo e serão capazes de encontrar um imóvel com o melhor custo benefício.

Deixe a procura mais objetiva

Encontre formas de filtrar sua busca para deixar a procura mais objetiva. Para isso você pode se fazer algumas perguntas, como por exemplo:

Quantos quartos será preciso? Avalie também se você receberá visitas com frequência no local.
A garagem também é um fator importante na decisão. Quantas vagas seria preciso?
Qual tipo de lazer você gostaria de ter no local ou proximidades. Exemplo: piscina, quadra de jogos, academia, sauna.

Faça visitas aos locais

Visite mais de uma opção de imóvel e veja de perto as especificações de cada um para acertar na escolha. Feito isso, faça uma comparação final para definir aquele que mais tenha a ver com você.

Lembre-se essa decisão também deve levar em conta a proximidade com serviços importantes na sua rotina, como supermercados, restaurantes, comércio.


Imóveis com o melhor custo benefício na Universal Imóveis

Aqui na Universal você encontra a maior lista de imóveis da região tanto para a compra quanto para aluguel. Tem opções para todos os gostos e bolsos.

Veja as diversas opções de compra de imóveis aqui. 
Clique aqui para conferir os imóveis disponíveis para aluguel.

Gestão de Condomínio - Assuntos pertinentes no "Café com Síndico"


Muitas pessoas para ouvir, questões individuais para solucionar, muitos problemas de gestão de condomínio para administrar. Como fazer todos os condôminos conviverem de maneira saudável e construir um ambiente civilizado? Além disso, como adicionar a tecnologia como aliada nessa gestão de condomínio?

É uma realidade que ser síndico, seja de um condomínio residencial ou comercial, não é uma tarefa fácil. Isso porque é preciso ter noção sobre como funciona o dia a dia administrativo daquele ambiente. Ou seja, a rotina, quais os problemas mais frequentes, como solucioná-los de maneira descomplicada e, mais, como exercer corretamente a função de síndico.

Organização e disciplina


Isso porque todos que moram ou convivem em um condomínio residencial ou comercial sabem que existem alguns problemas que são recorrentes e outros que são pontuais. E para lidar com todas as pendências e individualidades dos condôminos, é muito importante que o síndico seja organizado e disciplinado.

Uma vez que já sabemos que é preciso ter jogo de cintura para lidar com todos os pontos de atenção de uma gestão de condomínio, podemos perceber que essa questão de disciplina é primordial. Mais do que isso, estar atualizado sobre as tendências do mercado de administração condominial fazem um síndico comum se tornar um síndico de alto rendimento. Ou seja, faz a sua gestão se destacar.

Responsabilidade de um síndico

Existem, por exemplo, uma série de documentos importantes que um síndico precisa conhecer, como o Código Civil (Lei nº 10.406/2002) que regula os condomínios e também as leis condominiais: convenção do condomínio e o regimento interno.

Além disso, precisa estar ciente sobre suas responsabilidades básicas para gestão de condomínio, como por exemplo:
  • Representar o Condomínio e agir em defesa dos interesses em comum de moradores;
  • Exercer a Administração interna ou externa do condomínio sobre vigilância e segurança;
  • Cumprir e fazer cumprir as regras da Convenção e Regimento interno;
  • Prestar conta da sua gestão na assembléia geral ordinária;
  • Entre outras coisas.

Café com Síndico

Além desse conhecimento, existem vários outros - junto com seus direitos e deveres. Justamente por causa de toda essa responsabilidade depositada no síndico é que, em parceria com a Anet Volt e a Revista O Síndico, a Universal Imóveis realizará o “Café com Síndico”.

O evento acontecerá dia 21 de novembro, às 19 horas, no Serrano Residencial Hotel.

O evento tem objetivo de compartilhar conhecimentos com pessoas que estão diretamente ligadas à Gestão de Condomínio, sejam elas prestadoras de serviço, administradoras ou autônomas. Na ocasião serão trabalhadas três palestras com temas pertinentes sobre uma gestão moderna e de excelência.

Uma dessas palestras, ministrada pela Neusa Melo (Objetiva Contabilidade), promete atualizar e esclarecer dúvidas sobre a nova era entre empregadores, empregados e o governo. Estamos falando do eSocial, plataforma que têm o objetivo de integrar o envio de informações trabalhistas do condomínio para o INSS, Receita Federal e Ministério do Trabalho. Ou seja, a tecnologia auxiliando diretamente na administração e na gestão de condomínio.

Além dessa, outras duas palestras serão:
  • Economia de Energia em Condomínio, ministrada pelo Conrado Gouvêa (Anet Volt)
  • A importância da Medicina e Segurança do Trabalho, ministrada pelo Alexsandro Archanjo (Saudprev)

Todas essas têm a intenção de promover o aprimoramento profissional dos participantes. Além disso, despertar insights que podem contribuir para o bem estar do local, com a boa gestão de condomínio e com o bom relacionamento com moradores. Se você tem interesse no evento, clique aqui e se inscreva.

Sale leaseback: entenda como funciona e quais seus benefícios


Você já ouviu falar na operação de sale leaseback? Essa é uma estratégia financeira que tem relação com o mercado imobiliário e pode ser a solução para empresas que estão sofrendo financeiramente.

Continue a leitura e descubra como funciona o sale leaseback, conheça quais são seus benefícios e em que momento ele é uma boa opção para o seu negócio. Confira!

O que é sale leaseback?


Sale and leaseback é uma expressão em inglês que significa “venda e relocação”. A ideia da operação é basicamente essa, onde o proprietário de determinado estabelecimento comercial vende o imóvel para em seguida alugá-lo na mesma operação.

Portanto, o antigo dono do imóvel já não tem mais a posse, porém ele continua morando/utilizando do local.

Nestes casos ao realizar essa operação ambas as parte acordam uma opção futura de aquisição do imóvel novamente por um valor pré-determinado neste contrato.

Qual o objetivo do sale leaseback? 


Você deve estar se perguntando, qual é o objetivo do sale leaseback então? Simples. Os investidores tomam essa atitude em momentos onde se há a necessidade de um dinheiro em caixa rápido.

Vamos te dar um exemplo: imagine uma empresa que está passando por sérios problemas financeiros e precisa de capital para reverter essa situação. Porém as opções no mercado podem ser muito arriscadas, uma vez que os valores das taxas de juros podem ser muito altos.

E a solução para essa situação pode estar mais perto do que se imagina. Afinal, ela possui um capital relevante que está “parado”, que é o seu imóvel. Ao optar por realizar o sale leaseback, portanto, ela passará a ter um valor alto em caixa, aumentando seu capital de giro, permitindo que invista em ações mais estratégicas. E o melhor disso tudo, nem precisará sair do imóvel!


Os benefícios da operação


O principal benefício do sale leaseback, como já dissemos anteriormente, é a possibilidade de utilização do lucro da venda do imóvel em outras aplicações financeiras.

Outro benefício que o proprietário adquire ao realizar essa estratégia é o de dedução fiscais. Uma vez que, quando a locação do imóvel comercial é uma despesa operacional ocorre a redução da base de cálculo do imposto de renda.

É uma ótima alternativa para empresas que objetivam aumentar seu capital, porém não querem se arriscar com operações financeiras, nem desejam realizar empréstimos, onde os juros muitas vezes são muito altos.

Como aplicar o capital adquirido?


Sale leaseback é uma operação muito interessante para empresas que estão buscando alternativas para sua situação financeira. Porém, é importante que a empresa avalie muito bem o que será feito com o capital adquirido com a transação.

Esta deve ser uma decisão muito assertiva e planejada, uma vez que esta é uma operação um tanto quanto arriscada. Por isso, deve-se pensar bem no que investir e como realizá-lo da melhor forma para que isso traga um retorno que compense esse risco.

Para ajudá-lo separamos algumas estratégias que podem ser adotados para utilização desse recurso. Olha só:


  • Investimentos no estoque da empresa.
  • Usar para quitar possíveis dívidas.
  • Investir no ampliação da capacidade produtiva.
  • Investir na otimização da gestão.


Apartamento Studio: nova tendência no mercado imobiliário


Se você está pensando em comprar um imóvel em breve, este post é para você. Vamos apresentar uma das principais novidades do mercado imobiliário: os Studios residenciais! Um novo modo de morar. Continue a leitura e descubra!


O que é um apartamento Studio? 

Studios são apartamentos que contam com cômodos integrados e podem dispor de um dormitório delimitado com paredes. Geralmente estão localizados em áreas estratégicas das cidades, onde há boa infraestrutura de lazer e serviços.
É um novo modo de morar, que vem para facilitar o seu dia a dia!
Os studios residenciais geralmente possuem tamanhos que variam de 30m² a 70m². Esta nova modalidade de imóveis vêm para renovar o conceito de quitinetes, modernizando seu conceito para atender vários tipos de público.



Ideal para diferentes públicos

Um apartamento compacto com excelente localização, com um ambiente prático e funcional, com garantia de qualidade de vida. Um sonho, não? Por isso o apartamento studio é perfeito para públicos que procuram mobilidade, ganho de tempo e conveniência.

Público jovem 

É ideal para jovens estudantes, uma vez que estes passam uma grande parte de seus dias fora de casa e procuram por um local que seja fácil de manter organizado e limpo. E que também conta com uma localização estratégica, o que facilita a mobilidade.

Investidores

Um dos públicos alvos dos studios residenciais são investidores, pois este é um produto fácil de vender e possui uma alta rentabilidade para locação.

Segundo uma pesquisa feita pela FipeZap em 2017, os imóveis de apenas 1 dormitórios apareciam como os mais rentáveis para alugar. Eles apresentam um retorno de 0,40% enquanto os imóveis maiores possuem 0.31% de retorno.

Empresários

Este é um público que precisa de otimização de tempo. E encontram no apartamento studio um ambiente que oferece praticidade, segurança e modernidade. Tudo isso a apenas alguns minutos do centro da cidade.

As principais vantagens


  • Custo benefício: Se você está querendo começar uma nova vida e não dispõe de muitos recursos, o apartamento studio pode ser a opção ideal para você. Tudo o que você precisa presente em um ambiente compacto e por um preço super acessível. 
  • Localização privilegiada: os studios residenciais geralmente estão próximos ao centro da cidade e contam com fácil acesso a serviços da cidade, como supermercados, centros comerciais etc.
  • Praticidade: praticidade ao oferecer para os moradores acabamentos de qualidade e já decorados, ou seja, você compra o imóvel já pronto para morar.
  • Devido à sua estrutura mais compacta não exigem uma manutenção constante. 
  • Opções de lazer e serviços como lavanderias, sala de ginástica, sauna, etc.


Conheça o Raya Smart!


O Raya Smart é o mais novo empreendimento de Juiz de Fora e chegou com objetivo de atualizar o modo de morar das pessoas. Ele consiste em um studio de 1 quarto para uma geração prática e descomplicada, com o espaço ideal para se viver bem!

Apartamentos modernos, do tamanho das suas prioridades, com o lazer que você necessita e prontos para morar em 6 meses. Tudo cuidadosamente pensado, para tornar a vida de seus moradores uma experiência única de conforto e privacidade, e com padrão de qualidade superior da Raya Engenharia.

Ficou interessado no Raya Smart? Então saia na frente e agende sua visita ao local agora mesmo. Clique aqui para marcar um horário!

Raya Smart: Simplifique o seu modo de morar


O Raya Smart é o mais novo empreendimento de Juiz de Fora e chegou com objetivo de atualizar o modo de morar das pessoas. Ele consiste em um studio de 1 quarto para uma geração prática e descomplicada, com o espaço ideal para se viver bem!

O conceito da Raya Smart

Antes de falarmos sobre o empreendimento, precisamos deixar claro o conceito de studio. Eles são apartamentos com quarto, sala e cozinha integrados. Tendência no mercado imobiliário de grandes cidades no mundo, os studios já correspondem a quase metade dos lançamentos em São Paulo.

Sintetizamos as principais aspirações dos tempos modernos: mobilidade, ganho de tempo, conveniência e retorno do investimento. Um empreendimento de alto padrão, num dos bairros mais valorizados da cidade, o Estrela Sul.

Nossos apartamentos são modernos, do tamanho das suas prioridades, com o lazer que você necessita e prontos para morar em 6 meses. Tudo cuidadosamente pensado, para tornar a vida de seus moradores uma experiência única de conforto e privacidade, e com padrão de qualidade superior da Raya Engenharia.”



Simplifique o seu dia-a-dia

Sabemos que o seu tempo é precioso, por isso, estamos estrategicamente localizados no Estrela Sul. Ao nosso redor contamos com um acervo de grandes faculdades, como o CES/JF e a UFJF, padarias, academias, shoppings, clube e supermercado. Além disso, estamos a 12 minutos do centro da cidade.

Hall de entrada decorado

A primeira impressão é a que fica, e no nosso caso vamos surpreender você em cada detalhe. Um espaço imponente com dois elevadores, decoração e totalmente projetado para o seu conforto e bem estar.


Um Studio planejado para se viver bem

Nossos apartamentos são ideais para estudantes, casais, executivos, investidores e idosos. A sociedade mudou, a vida é mais prática. Mais do que nunca, não faz sentido ficar preso à rotina de manutenção de um apartamento muito grande. É mais facilidade para você cuidar e manter seu ambiente.


Dormitório com uma vista panorâmica privilegiada

Tenha uma das mais belas vistas de Juiz de Fora da varanda do seu apartamento! Você pode acordar e contemplar uma exuberante vista da cidade. Um dormitório moderno com um ótimo acabamento e guarda-roupas planejado, confortável e aconchegante.


Cozinha funcional

Aqui a cozinha é integrada à sala de jantar, deixando o cômodo funcional e moderno! Equipada para você preparar todas as refeições com facilidade, a cozinha é perfeita para reunir os amigos ou fazer um jantar romântico à dois. Além disso, nosso espaço é smart e conta com infraestrutura para lava-roupas.


Lazer no terraço coletivo com sauna, piscina e área gourmet

Ninguém é de ferro e não só de trabalho e estudo a gente vive. Por isso, preparamos uma área de lazer totalmente equipada e decorada, tudo isso com a vista exuberante da nossa cobertura. Espaços sob medida para o seu dia a dia e finais de semana.


2 áreas de lavanderia compartilhada

Facilidade mesmo é morar em um espaço projetado para atender a todas as demandas do dia a dia e poupar o seu tempo. A área comum de serviço se transforma também em mais um local de convivência dos moradores

Garagem com amplo espaço para manobra

Facilitar a sua vida é o nosso objetivo. Nossa garagem possui vagas com fácil acesso e estacionamento rotativo para visitantes. Mais comodidade para quem mora e para quem visita.


Plantas

São 12 apartamentos divididos em 8 andares. Todos eles já equipados com móveis planejados com a qualidade Schetino, iluminação em LED, e tomada USB no quarto. Um empreendimento de alto padrão no Estrela Sul, um dos bairros mais valorizados da cidade.

Agende sua visita!

Ficou interessado no Raya Smart? Então saia na frente e agende sua visita ao local agora mesmo. Clique aqui para marcar um horário!

Dicas de como adaptar a casa para crianças


Você que tem criança pequena em casa já deve saber dos inúmeros riscos para os pequenos que há dentro do seu próprio lar. Escadas, quinas, objetos perigosos, tudo isso representa um perigo muito grande dentro do imóvel. Todo cuidado é pouco nesses casos.

Pensando nisso preparamos algumas dicas importantes para os pais de como adaptar a casa para as crianças e torná-la mais segura! Continue a leitura e certifique-se de proporcionar um ambiente onde a sua única preocupação é entreter o seu filho.

Dicas para adaptar a casa


Os pais devem tomar todas as providências possíveis para deixar a casa segura para as crianças brincarem e explorarem todo o lado desbravador, que é tão característico nos primeiros meses de vida.

São muitos os detalhes que devem ser revisados quando o assunto é criança no imóvel. É difícil até saber por onde começar. Mas nós vamos te ajudar. Anota aí o que você deve fazer para evitar acidentes:


Móveis da casa


Quando você se torna pai de repente começa a ver todos os móveis com outros olhos, não é mesmo? Tudo se torna um perigo para os pequenos. As quinas são o grande pesadelo para os pais. Por isso o ideal é instalar protetores de borracha em todas elas.

Se possível, indicamos a escolha de móveis pequenos para o imóvel e de preferência sem rodinhas. Dessa forma, você deixa o espaço mais livre para as crianças explorarem a casa sem grandes riscos e evita que elas consigam arrastar os móveis de um lado para outro.

Se você tiver em casa alguns móveis que estejam desgastados e possam apresentar lascas que podem ser consideradas perigosas para as crianças, reforme eles o mais rápido possível.

Travas e adaptadores


Devem ser instaladas travas específicas para crianças em portas e gavetas por toda a casa. Dessa forma os pais estão se certificando de deixá-las longe do acesso a produtos de limpeza e demais objetos que podem representar um risco para elas, como facas, por exemplo.

Os adaptadores de tomadas também devem ser os melhores amigos dos pais para a segurança dos pequenos. Dica: dê preferência para modelos que tenham algum tipo de travas, para evitar que as crianças consigam retirar a proteção.

Janelas


Evite deixar os móveis muito próximos a janelas, pois as crianças podem subir neles e se colocarem em situação de risco. Por via das dúvidas instale redes de proteção nas janelas do apartamento. Elas são um dos principais itens de segurança que os pais devem se atentar.

Caso tenha cortinas ou persianas nas janelas, é indicado que você corte as cordas, elas devem ter no máximo 15 cm.

Quarto da criança


Uma boa dica para os pais durante a escolha dos móveis para o quarto do bebê é optar por um mobiliário adaptável ou multiuso. Ou seja, móveis que podem se adaptar e não se perder durante o crescimento da criança. Por exemplo, um berço que pode se transformar em cama ou um fraldário que pode adaptar em armário.

Esse tipo de preocupação é bem vinda, pois além da segurança os pais precisam também de praticidade. Pois isso evita que seja necessário grandes manutenções na medida em que a criança for crescendo.

Quando for pintar o quarto opte por tintas que sejam a base de água, pois elas possuem menos materiais tóxicos e alergênicos.

Outras medidas: 



  • Coloque os fios dos aparelhos eletrônicos atrás de móveis. De preferência encontre alguma solução definitiva para deixar a fiação organizada.
  • Evite instalar pisos lisos. Se você for para um imóvel já pronto, uma boa solução é colocar tapetes antiderrapantes ou então aqueles tatames coloridas que as crianças amam. 
  • As escadas são um grande risco para as crianças. Instale fitas antiderrapantes nos degraus e coloque também portões removíveis no topo da escada para evitar a queda dos pequenos. 


Dedetização em condomínios: como deve ser o procedimento


A dedetização em condomínios é muito importante para garantir o bem estar de todos os moradores do local. Por isso, é preciso se informar sobre esse procedimento, entender quais são suas especificidades, qual o período indicado para aplicação do serviço, dentre outras informações.

Para ajudar síndicos e demais moradores do prédio vamos indicar o procedimento correto de dedetização em condomínios que deve ser aplicado. Continue a leitura e fique prevenido!

Existe regras de dedetização em condomínios?


Não existe uma lei nacional que estipule regras envolvendo a dedetização em condomínios. Existem, porém, algumas leis em níveis estaduais e municipais. É preciso consultar a legislação da sua cidade e estado para verificar a existência de regras ou não.

Especialistas do ramos indicam que a dedetização deve ser feita pelo menos a cada seis meses. O objetivo dessa periodicidade é evitar que as pragas urbanas se proliferem, causando com isso, danos à saúde dos moradores do condomínio.

É importante ressaltar, porém, que as particularidades de cada condomínio podem influenciar na periodicidade indicada para o local. Elementos como tamanho das áreas comuns, proximidade de córregos, área verde, são fatores influenciadores nesta decisão.

Como deve ser o procedimento?


O período de maior proliferação de insetos ocorre justamente na primavera e verão, portanto, durante esses meses a atenção deve ser redobrada.

Existem diversos tipos de pragas, desde cupins que se proliferam nos apartamentos até ratos, baratas e até mesmo mosquitos. Para cada tipo de praga pode existir um método diferente de dedetização. Como forma de minimizar o aparecimento dessas pragas é importante que haja a manutenção de um ambiente higienizado durante o ano todo.

Ao optar pela contratação de uma empresa para a dedetização em condomínios, esta deve fazer uma visita ao condomínio com intuito de realizar um diagnóstico do local e definir uma estratégia a ser aplicada. Dessa forma será possível escolher de maneira mais assertiva os produtos a serem utilizados.

As opções para a dedetização em condomínios geralmente é o pulverizado, um líquido em gotas maiores ou atomizado, com gotas menores e mais leves. No segundo caso o inseticida paira no ar por alguns segundos para então penetrar em todas as frestas do ambiente.

Por isso, é essencial que o síndico mantenha a empresa responsável pela dedetização informada sobre o imóvel. O conhecimento de uma pessoa sobre o local é essencial para um melhor resultado do serviço.

Avisos importantes


Antes de realizar a dedetização em condomínios, deve-se emitir um aviso para todos os moradores, com pelo menos 48 horas de antecedência. Isso porque, durante o serviço de dedetização não é permitido circular pelas áreas comuns enquanto o ambiente está sendo pulverizado.

Além disso, deve ser verificado também a necessidade de retirar crianças e animais do prédio durante o serviço, pois eles são mais sensíveis aos produtos químicos que são utilizados. Os animais podem inclusive morrer se inalarem ou lamberem o produto.

Uma dica caso seu condomínio não tenha nenhuma regra ou prática de dedetização é convocar uma reunião para discutir a implementação dessa medida. Dessa forma, pode ser proposto a contratação de um serviço programado, com uma norma interna que seja de conhecimento de todos os moradores.

Escolhendo a empresa de dedetização para condomínios


Essa é uma escolha muito importante, afinal estamos falando da saúde humano e impactos no meio ambiente. Por isso, antes de contratar uma empresa fiscalize se elas cumprem com as leis dedetização e possuem as certificações necessárias para realizar o procedimento. Separamos algumas delas que você pode analisar:


  • Alvará de funcionamento: documento emitido pela prefeitura. Só consegue retirar o alvará a empresa que tenha todas as licenças de atuação
  • Licença da CEVS: O Cadastro Regional de Vigilância Sanitária garante a qualidade e o seguimento das regras de saúde pública por parte da empresa.
  • CRQ: É a licença do Conselho Regional de Química. É o que comprova que a empresa utiliza produtos químicos e métodos de aplicação que estejam dentro das leis.

eSocial: descubra como as mudanças afeta os condomínios


Você já ouviu falar no eSocial? Ele é uma plataforma para o envio digital das obrigações fiscais dos condomínios para os órgãos responsáveis. É importante estar ligado nas mudanças com esse novo sistema que irão afetar diretamente na administração dos condomínios.

O prazo para o cumprimento dessas mudanças já está rolando! Fiqu
e ligado! Para ajudar os síndicos na gestão dos condomínios vamos esclarecer algumas dúvidas sobre o funcionamento do e-Social. Continue a leitura e esteja por dentro das alterações necessárias.

O que é o eSocial?


O eSocial é  uma plataforma que tem objetivo de integrar o envio de informações trabalhistas do condomínio para o INSS, Receita Federal e Ministério do Trabalho. Antes do eSocial as informações legais do condomínio, envolvendo os empregados e documentação eram enviadas uma vez por mês à administradora.

Agora com as novas regras os dados que dizem respeito a gestão do condomínio, tais como admissão de funcionários, aviso de férias, dentre outros deve ser notificado com antecedência e não após o ocorrido.

Confira o site do eSocial clicando aqui!

Como funciona o eSocial


A principal mudança é que os documentos e dados referentes aos funcionários do condomínio irão chegar de forma online para o governo e quase em tempo real.

O objetivo é coibir eventuais abusos trabalhistas nos condomínios relacionados à obrigações fiscais e previdenciárias. Essas informações já eram enviadas pelo e-Social, o que muda é que o envio agora será unificado e totalmente online.

Confira quais são os documentos que deve conter no portal do e-Social:

GFIP - Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social
CAGED - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados para controlar as admissões e demissões de empregados sob o regime da CLT
RAIS - Relação Anual de Informações Sociais.
LRE - Livro de Registro de Empregados
CAT - Comunicação de Acidente de Trabalho
CD - Comunicação de Dispensa
CTPS – Carteira de Trabalho e Previdência Social
PPP - Perfil Profissiográfico Previdenciário
DIRF - Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte
DCTF - Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
QHT – Quadro de Horário de Trabalho
MANAD – Manual Normativo de Arquivos Digitais
Folha de pagamento
GRF – Guia de Recolhimento do FGTS
GPS – Guia da Previdência Social

Condomínios que não possuem funcionários: não está claro se existe a obrigatoriedade de adesão ao eSocial nesses casos, mas acredita-se que sim.

Em casos onde existem somente funcionários terceirizados no condomínio, este também deve se cadastrar no eSocial.

O que acontece em casos de não envio?


É muito importante estar atento à transmissão desses documentos e dados para o governo federal dentro do prazo estipulado. O não envio pode gerar altas multas para o condomínio.

A responsabilidade de envio dos dados é da administradora. Porém, esta depende que as informações de dentro do condomínio sejam repassadas dentro de um tempo hábil para o envio dentro do prazo.

Por isso é muito importante a atuação do síndico para a adequação às novas regras. Será necessário uma maior colaboração e um contato mais próximo entre o condomínio, que tem na maioria das vezes como representante o síndico, e a administrado.

O síndico também pode acompanhar de perto se o envio das informações estão acontecendo da forma correta.

Para isso ele pode solicitar para a administrada os recibos de entregas dos dados, uma vez que todas informações enviadas pelo eSocial geram um recibo.

Multas


O não envio de informações dentro do prazo estipulado pode gerar multas para o condomínio. Confira como devem ser enviados algumas das principais informações trabalhista e previdenciária para os responsáveis. Veja também os valores da multa de cada infração.

Admissão de funcionário 


Como era: antigamente era enviada através do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) até o sétimo dia do mês seguinte a contratação.

Com a mudança: com as novas regras a admissão deve ser registrada até o final do dia anterior do início das atividades do funcionário no condomínio. A multa para o não envio dessas informações pode variar de R$ 402,53 a R$805,06. Em casos de reincidência é cobrado o dobro desse valor.

Alteração de dados cadastrais e contratuais 


Deve-se manter atualizados os dados de todos os funcionários. O valor da multada por cada empregado com informações incorretas varia de R$201,27 a R$402,54.

Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) 


É obrigatória a realização de determinados exames médicos em todos os funcionários, tais como exame admissional, periódico, retorno ao trabalho, mudança de função e demissional. A multa do não cumprimente nesses casos vai de R$402,53 a R$4.025,33.

Afastamento temporário 


Qualquer tipo de afastamento do funcionário, como por exemplo, férias, licença-maternidade, dentre outros deve ser informado no eSocial. A multa nesses casos podem variar de R$1.812,87 a R$181.284,63.

Cronograma para adequação ao eSocial para condomínio


A Receita Federal definiu diversas etapas para a adequação completa com o novo sistema de escrituração digital. Veja como ficou o cronograma estipulado:

Primeira fase: terminou em Julho de 2018. Deveria ser enviada informações das empresas, com o cadastro dos funcionários e tabelas do mesmo.

Segunda fase: termina em setembro de 2018. A partir disso as empresas são obrigadas a enviar as informações relacionadas aos trabalhadores e seus respectivos vínculos, como admissões e desligamentos.

Terceira fase: termina em novembro de 2018. A partir desta data é obrigatório o envio das folhas de pagamento de todos os funcionários.

Quarta fase: termina em janeiro de 2019. Substituição da GFIP (Guia de informações à Previdência Social) e compensação cruzada.

Quinta fase: termina em janeiro de 2019. Na última fase deve-se enviar os dados de segurança e saúde de todos os funcionários.

Primeiro imóvel: dicas importantes para acertar na escolha



Ter uma casa própria e não viver mais de aluguel todo mês. Já pensou que incrível? Esse é o sonho de grande parte da população, sendo um dos principais objetivos de vida de muitas pessoas. Mas é muito importante que você tome essa decisão de forma mais consciente possível. Afinal, este é um investimento alto e deve ser feito com todo cuidado possível.

Para te ajudar nesse processo separamos algumas dicas que podem te ajudar a realizar uma escolha consciente e assertiva.

O planejamento financeiro


É fundamental que haja um planejamento bem estruturado para adquirir um imóvel. Sem isso, você pode acabar dando um tiro no pé e se atolando em dívidas. Portanto, dê uma atenção especial a esse processo para que o sonho da casa própria não vire pesadelo.

No primeiro momento pesquise as melhores opções de pagamentos disponíveis no mercado. Pondere sobre as vantagens e desvantagens de cada uma delas e crie cenários financeiros de acordo com a sua realidade financeira.

Você pode optar por comprar o primeiro imóvel a vista, por um financiamento habitacional, consórcio bancário, enfim, são diversas as opções. O importante é encontrar aquela que melhor se encaixe com a sua realidade.

Caso opte pelo financiamento você deve avaliar o quanto está disposto a investir da renda mensal familiar. O ideal é que sejam investidos até 20% do total, segundo especialistas financeiros indicam.

Use o FGTS na compra do primeiro imóvel


Você sabia que é possível retirar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço para a compra de um imóvel próprio? Isso mesmo, esse é um direito que todo trabalhador que tem carteira assinada possui.

O benefício funciona da seguinte maneira: mensalmente o empregador realiza um depósito equivalente a 8% do valor do salário do funcionário. Para retirar este valor é necessário que a pessoa não possua nenhum outro imóvel em seu nome.

Escolhendo o seu primeiro imóvel


Após avaliar a sua situação financeira, o próximo passo é escolher o seu primeiro imóvel. Para você acertar nessa escolha separamos algumas dicas importantes. Anota aí e esteja preparado!

Onde morar

Chegou o momento de escolher o local do seu imóvel próprio. Para te ajudar nessa busca, você deve começar se questionando sobre o tipo de local de sua preferência: casa ou apartamento? Novo ou usado? Quantos quartos será necessário? Este local atende ao seu projeto de vida e familiar?

Ao responder essas perguntas você conseguirá mais facilmente realizar uma busca que se enquadre com as suas necessidades. E claro, sempre levando em conta sua disponibilidade financeira.

Pesquise muito

Como já dissemos, a compra do primeiro imóvel é um investimento muito alto, que deve ser feito de forma o mais consciente possível. Para isso, uma pesquisa detalhada é essencial para encontrar o lugar ideal.

O mercado imobiliário oferece um grande leque de oportunidade por isso é preciso muito cautela para não se apressar nessa escolha. Certifique-se de encontrar um imóvel que se encaixe com o seu perfil e só feche negócio se tiver certeza dessa escolha.

Cuidado com a urgência para reformar

Assim que o proprietário adquire o seu primeiro imóvel próprio, é comum que tenha urgência em deixar o lugar com a sua cara e fazer uma reforma geral. Tenha cautela em relação a isso. Os custos podem ser muito altos, ainda mais após você já ter investido boa parte da sua renda na quitação do imóvel.

Portanto, o seu primeiro passo nesse momento é se equilibrar financeiramente. Feito isso, você pode iniciar um fundo de reservas para que no futuro seja possível realizar a reforma que você sempre sonhou.

Seu primeiro imóvel na Universal

Se você está procurando um imóvel ideal para realizar o sonho da casa própria você não pode deixar de conferir as opções disponíveis na Universal Imóvel. Além de contar com o maior inventário imobiliário de Juiz de Fora, com mais de 1.200 opções, você também encontra os mais variados tipos de imóveis, em diferentes bairros de Juiz de Fora e pelo valor que você está procurando.

Clique aqui e encontre o imóvel ideal para você!

Queda Real do Aluguel no Brasil


Notícia boa para quem vive de aluguel ou pretende alugar um imóvel em breve: o preço médio do aluguel apresentou queda real no último ano. Importante ressaltar que se fala de queda real no setor imobiliário significa que o valor de um determinado bem subiu menos que a inflação.

Ficou confuso? Continue a leitura que vamos explicar o que significa essa queda.

Situação do mercado imobiliário para aluguel


Segundo o último Índice FipeZap, uma parceria entre a Fipe e o portal Zap que acompanha o preço médio de imóveis anunciados para venda e locação, o valor de locação de imóveis em 15 cidades brasileiras ficou abaixo da inflação nos últimos 12 meses.

Mesmo não ultrapassando a inflação o preço do aluguel teve um aumento de 1,02% nesse mesmo período.

A queda real da qual nos referimos anteriormente é relacionada a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor), que foi de 4,48% nesse último ano. Levando em consideração esse índice é que o preço médio do aluguel teve uma queda real de 3,31% no período dos últimos 12 meses.

Isso não significa necessariamente que os valores irão diminuir, porém ainda obteve um resultado melhor do que o esperado para o setor. Simplificando, o aumento nos valores foi menor do que os especialistas esperavam, o que é uma boa notícia para quem vive de aluguel.

A expectativa do mercado é que o valor do aluguel continue subindo abaixo do valor da inflação até o final do ano. Mas você deve estar se perguntando: o que isso significa de fato para quem deseja alugar um imóvel em breve? Esse cenário possibilita para os locatários um maior poder de barganha, onde as negociações de contrato se tornam mais favoráveis ao mesmo, assim como para aqueles que vão reajustar o preço do aluguel em breve.

Cenário para investimento em imóveis


Pesquisas realizadas pela FipeZap também apontaram que o retorno médio para pessoas que investem no setor imobiliário com objetivo de alugar seus imóveis tiveram um retorno médio de 4,40% até a metade deste ano.

Essa taxa está relacionada ao valor que o proprietário do imóvel teria com um ano de locação do seu imóvel, isso sem levar em consideração a valorização ou desvalorização decorrente de um aumento ou queda no valor do local nesse mesmo período.

Fonte: Exame 


Aluguel na Universal Imóveis


A Universal Imóveis possui mais de 400 opções em seu cadastro para locação, sendo o maior inventário imobiliário de Juiz de Fora. Contamos com imóveis residenciais e comerciais. Acesse esse link e conheça as oportunidades disponíveis!

Juros para crédito imobiliário é reduzido com recursos da poupança: saiba como funciona


Novidade no mercado imobiliário brasileiro: a Caixa anunciou esse mês uma redução na taxa de juros das linhas de crédito habitacional que são financiadas com recursos da poupança. Outra novidade foi o aumento no limite para financiamento de imóveis usados.

Continue a leitura e entenda mais sobre as mudanças envolvendo o crédito imobiliário.


As mudanças na taxa de juros


Um dos principais bancos para financiamento de crédito no país, a Caixa Econômica anunciou recentemente a redução nas taxas de juros estabelecidas para crédito imobiliário com recursos da poupança, ou seja com o SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança).

As mudanças englobam os dois sistemas de financiamento de imóveis existentes: o Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI) e o Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

No caso do SFH a taxa mínima que era de 9% passou para 8,75% ao ano. Já para os imóveis financiados pelo SFI a mudança foi de 10% para 9,5% ao ano.

Além dessa redução nos juros, a Caixa também anunciou um aumento no limite para o financiamento de imóveis usados, passando de 70% para 80%.


A diferença entre o SFH e o SFI


A grande maioria das pessoas acabam optando por realizar um financiamento quando desejam adquirir sua casa própria. Se você é uma dessas pessoas, você precisa conhecer os dois sistemas de financiamento de crédito imobiliário existentes. Vamos lá:

No SFH podem ser utilizados os fundos da conta poupança, ou podem também ser repassados pelo FGTS, para a realização do financiamento na compra ou construção da casa própria.

Neste sistema de financiamento o valor do imóvel não pode ultrapassar R$950 mil em Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e no Distrito Federal, já nos outros estados o valor máximo é de R$800 mil.

O SFI englobo os financiamentos imobiliários que não se encaixam na lei do SFH. Ou seja, caso o imóvel possua um valor maior do que os limites que citamos acima. Nesse sistema de financiamento não pode ser utilizado o FGTS.


As taxas de juros para crédito imobiliário em outros bancos


O Itaú também reduziu recentemente as taxas da Carteira Hipotecária (CH) de 9% para 8,8% ao ano, unificando-as com os juros do SFH. O Banco do Brasil tem uma taxa no SFF de 8,99% ao ano e a de CH é de 9,35% para imóvel residencial e 10,55% para comercial.

No Santander as taxas de SFH são de 8,99% ao ano e a de SFI é de 9,49%. Já no Bradesco a taxa é de 8,85% e para imóveis englobados no SFI é de 9,30% ao ano.

Síndico: como receber novos moradores no condomínio


Uma tarefa muito importante na função do síndico é recepcionar os novos moradores do condomínio, certificando-se de que eles não se sintam perdidos com o novo ambiente. Para ajudá-lo você, síndico, separamos algumas dicas importantes a serem seguidas para garantir que todas as informações sejam passadas para os novos membros.

Como receber os novos moradores?


Receber bem o novo morador é uma parte muito importante do trabalho do síndico. Afinal, esse será o primeiro contato dessa pessoa com o local e como diz o ditado, a primeira impressão é a que fica, portanto, faça com que seja uma experiência agradável.
Uma boa dica para os síndicos nesse momento é preparar um kit de boas vindas para os novos moradores. Essa é uma prática que tem sido cada vez mais adotada nos condomínios e é algo simples mas que fará toda a diferença no estabelecimento de um novo relacionamento com essas pessoas.
Nossa dica para os síndicos é levar os moradores para uma visita guiada pelo condomínio. Apresente as áreas comuns para que eles já possam ir se ambientando com o local e leve o kit com as principais informações que ele precisa estar ciente.
Elencamos alguns itens importantes que podem ser adicionados no kit de boas vindas para os novos moradores do condomínio. Confira.

Ficha Cadastral


Para uma boa gestão do condomínio é muito importante que o síndico tenha as principais informações sobre todos os moradores. O quanto antes essas informações serem recolhidas dos novos moradores, melhor. Aproveite esse primeiro contato e já peça para que ele preencha a sua ficha cadastral.

Equipe de funcionários


Durante a visita guiada, se possível já apresente para os novos moradores quem são os principais funcionários do prédio. Entregue-o também um documento com todos esses nomes listados, assim como números de telefone, e-mail.
Os nomes mais importantes que deve constar nesta lista é o do síndico, subsíndico (quando houver), porteiros, zelador, informe também quem são os membros que fazem parte do conselho. Outro item importante para ser adicionado neste documento são os horários de atendimento dos funcionários, incluindo o do síndico.

Regulamento interno


O regulamento interno é o documento onde consta todas as principais informações sobre as regras de convivência do condomínio. Por isso, é muito importante que os novos moradores tenham conhecimento desses itens logo no primeiro contato com o condomínio.
Durante a visita guiada o síndico pode informar quais são as principais regras do local, aquelas que mais afetam na rotina dos moradores, como a lei do silêncio, permissão de animais no local, dentre outras.
Certifique-se também de enviar o documento completo, com todas as regras discriminadas, para os novos moradores.

Regras assembleia


Informe para os novos moradores qual o horário e dias costumam ocorrer as assembleias do condomínio. Explique também quais são as principais regras para participação nas reuniões, direito a voto etc.
Geralmente a regra é a seguinte: podem participar das assembleias e tem direito a votos todos os proprietários do condomínio.

Inquilinos também podem participar, afinal são estes que efetivamente vivenciam a rotina do condomínio. Exige-se a obrigatoriedade do proprietário ou de uma procuração do mesmo, em caso de votações de alguma despesa que seja de responsabilidade do inquilino ou em caso de instituição de uma taxa extra.
Vale ressaltar que cada condomínio pode adotar uma política diferente nessas situações. Confira no regimento interno do seu condomínio qual regra é aplicada.

Administração de condomínios na Universal


Com mais de 100 condomínios em sua carteira de clientes, a Universal Imóveis - Condomínios, investe em uma gestão participativa, transparência, inovação, estrutura, tecnologia e na valorização do seu patrimônio.
Acesse a nossa área de Administração de condomínio e peça um orçamento para o seu condomínio agora mesmo!